sábado, julho 31, 2021
Início DESTAQUES CORREIOS VOLTA A PATROCINAR O FUTSAL

CORREIOS VOLTA A PATROCINAR O FUTSAL

A Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) anunciou nesta quinta-feira a reativação da parceria com os Correios, que patrocinou a entidade até o início de 2014. O acerto foi definido após reunião ocorrida na última quarta no Ministério das Comunicações, em Brasília. Participaram da reunião a diretoria da CBFS, o  presidente dos Correios, Giovanni Queiroz, e o ministro das Comunicações, André Figueredo. O valor e o tempo de contrato não foram divulgados.

Assinatura contrato Correios CBFS (Foto: Herivelto Batista/Divulgação)
Dirigentes posam após assinatura do contrato dos Correios com a CBFS (Foto: Herivelto Batista/Divulgação)

– É uma parceria que deu certo, com extremo sucesso. Com o apoio dos Correios, o futsal alcançou uma importância mundial. Agora, vamos potencializar também a gestão. O futsal é o segundo esporte mais praticado no país, só fica atrás do futebol – afirmou o presidente da CBFS, Marcos Madeira.

Para Giovanni Queiroz, a empresa pública tem um histórico que é valorizado pelos brasileiros e tem seus reflexos positivos fora das quadras.

– É um prazer poder assinar essa parceria, pois os Correios têm uma ligação muito próxima com o esporte nacional. A dedicação dos atletas serve de inspiração para os nossos funcionários – comentou o presidente dos Correios.

A estatal parou de patrocinar o futsal brasileiro no primeiro semestre de 2014, após a CBFS ter reprovado o seu balanço financeiro referente aos anos de 2012 e 2013. A crise atingiu a alta cúpula da entidade e, em junho de 2014, o então presidente Aécio de Borba Vasconcelos renunciou ao cargo.

No lugar de Aécio assumiu o ex-vice presidente de competições Renan Tavares, que encontrou uma entidade em grave situação financeira, o que o fez marcar novas eleições para março de 2015. Ex-presidente da Federação Mineira de Futsal, Marcos Madeira foi eleito por aclamação e ocupa o cargo desde então. O Brasil disputa o Mundial em setembro na Colômbia.

 

 

 

 

 

 

FONTE:GLOBO.COM

Most Popular

Recent Comments