domingo, setembro 26, 2021
Início DESTAQUES IRISINA, O HORMÔNIO QUE QUEIMA GORDURA

IRISINA, O HORMÔNIO QUE QUEIMA GORDURA

O que é Irisina e como funciona no emagrecimento

A irisina é fabricada pelo corpo. Claro, em quantidades normais para a perda de peso de forma regular. Porém, ela só é fabricada pelo corpo através de exercícios físicos regulares. Em estudos com camundongos, foi visto que a irisina somente começa a ser fabricada após 21 dias de atividades físicas regulares. Então, somente após o corpo se acostumar com uma rotina de exercícios que ele começará a produzir o hormônio tão benéfico para a perda de gordura.

A irisina auxilia na perda de peso aumentando a capacidade dos músculos de receber a glicose, para serem queimadas durante exercícios físicos. Ou seja, a glicose advinda dos alimentos não fica estocada, indo diretamente para os músculos, os quais auxiliam na queima das gorduras já estocadas.

Além disso, esse hormônio ajuda na proteção cardiovascular, principalmente por diminuir a presença de gordura, que é tão maléfica ao coração. As substâncias produzidas a partir do tecido adiposo branco aumentam a produção de placas de ateroma, que são formadas por lipídios e tecidos fibrosos, ficando retidas nos vasos sanguíneos. Quando em muita quantidade, o ateroma pode obstruir passagens de sangue e causar isquemias teciduais.

A Irisina auxilia, também, na formação de tecido adiposo marrom que, diferentemente do tecido adiposo branco, não ocasiona problemas como o citado anteriormente. Em crianças, o tecido adiposo marrom é o mais predominante. Sua principal função é manter o calor corporal. Nas células do tecido adiposo marrom existem uma grande quantidade de mitocôndrias, além de ferro, o que dá a coloração marrom, tão característica. As mitocôndrias são responsáveis pela respiração celular e utilizam a glicose para tal feito. As mitocôndrias, quando realizam a respiração celular, convertem a glicose em energia, gastando mais calorias consumidas.

Foi descoberto que a PGC1-alfa produzida após a prática de exercício prolongado regula genes envolvidos no controle da pressão arterial, na regulação do colesterol celular, no controle do diabetes e no metabolismo energético regulando o peso corporal. Além destas funções a presença da PGC1-alfa induz a produção, pela parte interna da membrana externa da célula muscular do hormônio irisina.

A irisina promove à transformação de parte da gordura branca em gordura marrom, que possuí maior gasto calórico, contribuindo para o controle do peso corporal e redução a resistência a ação da insulina, promovendo o controle do diabetes. A gordura branca é rica em triglicerídeos e com a prática do exercício esta gordura diminui reduzindo o risco de problemas futuros.Por isso  fazer exercício, e para potencializar a perda de gordura faça o exercício após o jantar e não coma mais depois.

 

fonte: nutry ervas e treinomestre

Most Popular

Recent Comments