quinta-feira, outubro 28, 2021
Início DESTAQUES FUTSAL: Sem recursos, Real Moitense deve encerra suas atividades

FUTSAL: Sem recursos, Real Moitense deve encerra suas atividades

     Finalizando nossa história no Topo do Futsal Sergipano… Pentacampeão Sergipano de Futsal !!!

     Com o anúncio do corte dos recursos que a equipe recebia do poder público municipal de Moita Bonita/SE o projeto que fez do time uma das mais vitoriosos do futsal brasileiro deve chegar ao fim.
De acordo com Jair Nunes, presidente da Câmara de Vereadores de Moita Bonita, sua decisão foi baseada na necessidade de cortar gastos. “O município está em crise. Temos salários atrasados, o salário dos professores não está correto, há povoados com necessidades e parte da população começou e me pedir corte de gastos, pois o município não tem renda suficiente”.Uma história de 14 anos de títulos no futsal sergipano e nacional chegou ao fim no último dia 22. Ao entrar em quadra para a partida de volta da decisão do Campeonato Sergipano de Futsal contra o Educar de Nossa Senhora da Glória, o Real Moitense conquistou o título Sergipano a sua última partida e deixará de existir. A Câmara de Vereadores de Moita Bonita aprovou por 5 a 4 o fim do apoio financeiro que o município dava à equipe – e que correspondia a 80% da receita do time.

Com a medida, a equipe 12 vezes campeã sergipana – e dona de um título nordestino e um brasileiro – disputou a última partida de sua história na decisão do estadual e não terá como comparecer a seu outro compromisso previsto: o jogo de volta contra o Pague Menos (CE) pela Copa do Brasil.

Real Moitense é pentacampeão sergipano (Foto: Divulgação)

De acordo com Marcondes Santos, presidente do clube, a decisão tomada pela Câmara de Vereadores reflete apenas politicagem. Segundo o dirigente, o voto de desempate dado pelo vereador Jair Nunes, presidente da Câmara, teve motivações ocultas.

“Creio que haja algo por trás. Até três dias antes da votação ele votava a favor do time. E de uma hora para outra, votou contra. Mudou no último minuto”. Santos também lamenta o que o município irá perder com o fim do Real Moitense. “Nos dias de jogos, havia gente nos hotéis, nos bares da cidade, consumindo na frente do ginásio. E Moita Bonita perderá o reconhecimento nacional que tinha”. As receitas do Real Moitense chegavam a R$ 25 mil mensais, dos quais 80% eram oriundos do município e o resto garantido por patrocinadores.

O vereador reforçou ainda que, mesmo reconhecendo a importância do clube para a cidade, preferiu atender ao que chamou de pedidos da população. “O Real Moitense trouxe muitas alegrias e muito movimento para a cidade. Eu mesmo gosto de esportes e já fui treinador de futsal em campeonatos municipais. Mas uma grande parte da população me pediu e eu decidi atender ao eleitor”.

fonte: Infonetnoticias

18871382_1367327693356437_1334305553_nvip 3logo para materia

Most Popular

Recent Comments